Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Comandante
Início do conteúdo da página

Comandante

Publicado: Quinta, 10 de Março de 2016, 10h14 | Acessos: 18133


GENERAL DE DIVISÃO EDSON DIEHL RIPOLI
COMANDANTE DA 2ª DIVISÃO DE EXÉRCITO
 

Nascido em 9 de dezembro de 1964, na cidade de Piracicaba-SP, é filho de Romeu Italo Ripoli e de Maria Apparecida Diehl.

Incorporou às fileiras do Exército em 17 de fevereiro de 1979, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, sediada em Campinas-SP.

Foi declarado Aspirante-a-Oficial em 7 de dezembro de 1985, sendo classificado no 12º Grupo de Artilharia de Campanha, sediado em Jundiaí-SP, onde desempenhou as funções de oficial subalterno e de comandante de subunidade. Em 1988, fez o curso de especialização de oficial de Comunicações, na Escola de Comunicações, no Rio de Janeiro - RJ. Foi instrutor do Curso de Artilharia da Academia Militar das Agulhas Negras em 1990 e 1991.

Serviu no 2º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado  – Regimento Deodoro, sediado em Itu – SP, entre 1992 e 1994, como Comandante de Subunidade e Oficial de Estado-Maior. Cursou a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais em 1993, obtendo o título de Mestre em Aplicações Militares. Foi Observador Militar das Nações Unidas em Angola, no ano de 1995. Retornou ao 2º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado entre 1996 e 1998, como Comandante de Subunidade e Oficial de Estado-Maior.

Cursou a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, sediada no Rio de Janeiro - RJ, entre 1999 e 2000, obtendo o título de Doutor em Ciências Militares. Como Oficial de Estado-Maior, chefiou a 3ª Seção da Artilharia Divisionária/5, sediada em Curitiba - PR.

Entre 2002 e 2004, realizou o Curso de Estado-Maior das Forças Armadas na República Federal da Alemanha, servindo posteriormente no Centro de Comunicação Social do Exército, sediado em Brasília - DF.

Comandou o 2º Grupo de Artilharia de Campanha Leve - Regimento Deodoro, em Itu – SP, em 2005 e 2006.

Transferido para Brasília - DF, em 2007 trabalhou na Assessoria/3 do Gabinete do Comandante do Exército. Em 2008 e 2009, foi assessor militar da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Ainda em 2009, integrou a Assessoria/2 do Gabinete do Comandante do Exército.

No ano de 2010, foi o Conselheiro Militar Principal do Escritório das Nações Unidas para a África Ocidental (UNOWA), em Dakar, Senegal. Em 2011 e 2012, serviu na Assessoria/3 do Gabinete do Comandante do Exército. Nesse período, foi também gerente do Projeto Estratégico do Exército ASTROS 2020.

Entre janeiro e março de 2013, realizou o Curso de Altos Estudos Estratégicos para Oficiais Superiores Iberoamericanos, no Centro Superior de Estudos da Defesa Nacional, em Madri, Espanha. Em seguida, permaneceu como instrutor daquele Centro até janeiro de 2015. Retornando ao Brasil, foi chefe da Assessoria/3 do Gabinete do Comandante do Exército.

Promovido a General de Brigada em 31 de março de 2015, comandou a Artilharia Divisionária da 1ª Divisão de Exército, de 28 de abril de 2015 a 24 de agosto de 2016. Exerceu o cargo de 1º. Subchefe do Estado-Maior do Exército entre 31 de agosto de 2016 e 23 de abril de 2018. Entre 16 de março de 2018 e 12 de fevereiro de 2019, comandou a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército – Escola Marechal Castello Branco.

Foi promovido ao posto atual, General de Divisão, em 31 de julho de 2018. No período de 3 de janeiro de 2019 a 31 de julho de 2020, foi Chefe de Gabinete do Ministro de Estado da Defesa.

No dia 24 de julho de 2020, assumiu o Comando da Divisão Presidente Costa e Silva.

Foi condecorado com as seguintes medalhas:

Nacionais:

  • Ordem do Mérito Militar – Grande Oficial;
  • Ordem do Mérito da Defesa – Grande Oficial;
  • Ordem do Mérito Naval – Grande Oficial;
  • Ordem do Mérito Aeronáutico – Grande Oficial;
  • Medalha Militar de Ouro, com passador de platina;
  • Medalha do Pacificador;
  • Medalha Mérito Tamandaré;
  • Medalha Mérito Santos Dumont;
  • Medalha da Vitória;
  • Medalha Mérito Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas;
  • Medalha do Mérito Desportivo Militar;
  • Medalha Marechal Hermes – Bronze com uma coroa;
  • Medalha Marechal Osório – O Legendário;
  • Distintivo de Comando Dourado;
  • Medalha Corpo de Tropa – Bronze;
  • Medalha Prêmio Conde de Linhares;
  • Medalha do Mérito Marechal Cordeiro de Farias;
  • Medalha do Mérito do Ex-Combatente do Brasil;
  • Medalha Sangue dos Heróis; e
  • Colar Comemorativo do Sesquicentenário da Revolução Sorocabana.

Estrangeiras:

  • Medalha do Mérito Militar, de Portugal;
  • Cruz da Ordem do Mérito Militar com Distintivo Branco, da Espanha;
  • Medalha de Ouro, da Itália;
  • Medalha Esportiva Alemã Bronze;
  • Medalha de Proficiência no Serviço de Tropa, da Alemanha;
  • Medalha Libertador General Bernardo O’Higgins, do Chile;
  • Medalha Francisco José Caldas - Aplicação, da Colômbia;
  • Medalha Estrella de Las Fuerzas Armadas - Gran Estrella Al Mérito Militar, do Equador;
  • Medalha das Nações Unidas – UNAVEM III; e
  • Medalha das Nações Unidas por Serviços.
Fim do conteúdo da página